Arquitetura: saiba tudo sobre essa área em alta!

Arquitetura

A Arquitetura é a arte milenar de construir espaços de convivência para a sociedade. Seu campo de abrangência vai desde a criação de interiores bonitos até o projeto de edifícios residenciais e comerciais, museus, pontes e viadutos. Em resumo, esse campo de conhecimento e planejamento é decisiva na organização das cidades e das casas que a compõem.

Por esses motivos, estamos falando de uma área que está sempre em alta nos estudos e nas demandas do mercado. Estudar Arquitetura e Urbanismo gera tantas atividades diferentes que o profissional com essa formação costuma ter ótimas opções entre diversas funções. Esse sucesso justifica a grande procura por cursos de qualidade, garantia de um bom emprego.

Você já parou para estudar todas as possibilidades de atuação e de realização desse ramo? Neste post, você descobre tudo sobre essa área em alta que é a Arquitetura e ainda recebe dicas de como ingressar no mercado de trabalho. Continua a leitura e mergulhe desde já nessa carreira promissora da atualidade!

Como funciona a área de Arquitetura e Urbanismo?

Você sabe o que é Arquitetura? Arquitetura é uma das profissões mais importantes da história humana, por estar envolvida na arte de projetar e construir edificações. Seu foco está ligado a uma das questões mais básicas da espécie, que é a necessidade de abrigo e o ímpeto de estar com outras pessoas.

A área de Arquitetura e Urbanismo funciona para alterar o ambiente e atender demandas individuais ou coletivas. Por exemplo, um arquiteto pode projetar uma casa de campo para uma pessoa rica, ou pode participar da construção de um metrô para favorecer o transporte urbano em determinada cidade. Nos dois casos, ele promove transformações.

O arquiteto é aquela pessoa que deve elaborar e organizar inúmeros ambientes, sejam eles interiores ou exteriores. Ele é o responsável por desenhar a planta de um apartamento ou decidir os melhores materiais para um processo de construção. Também precisa administrar o fluxo econômico e ambiental da obra, garantindo que ela funcione.

Algumas das realizações mais célebres de arquitetos são as praças, as pontes e os monumentos que ocupam o território de uma cidade. Desse modo, eles fazem fluir uma dimensão artística ligada à criação de coisas, mas também contribuem para o bem coletivo. Se o arquiteto fizer um bom trabalho, toda a vivência da cidade pode melhorar.

Como você pode perceber, a Arquitetura é fundamental para que as pessoas tenham boas condições de vida. Cada vez mais, o foco da profissão deve acolher questões urgentes do nosso mundo atual. Por exemplo, o arquiteto pode privilegiar a saúde e o bem-estar de um determinado lugar.

Resumindo, essa área está diretamente ligada à melhoria das condições de vida das pessoas. As reflexões sobre o que construir e como construir consideram com atenção os aspectos estéticos e psicológicos envolvidos. Deve haver um equilíbrio entre a obra bonita e os efeitos que aquilo vai trazer para a mente de uma pessoa.

O profissional de Arquitetura e Urbanismo é um mediador relevante nas relações da sociedade com o seu entorno. É sua tarefa oferecer organizar o espaço de maneira eficiente para reduzir os impactos ambientais da cidade. Um bom arquiteto nunca vai perder de vista o cuidado com o mundo e com as gerações futuras.

A arquitetura funciona também de modo a definir ou modificar a aparência de um espaço urbano. Por isso, ela interfere na identidade de uma região (municipal, estadual ou nacional) e pode atrair visitas de fora (turismo).

A arquitetura permite ainda um equilíbrio crucial entre passado e futuro. Por um lado, ela pode se esforçar por preservar construções antigas, garantindo a sobrevivência de um legado histórico de cultura e tradição. Por outro lado, ela desenvolve oportunidades econômicas e gera empregos.

No presente, ela contribui para a construção de símbolos que, muitas vezes, afetam a experiência dos moradores ou visitantes de um local. Por isso mesmo, o profissional desse ramo encontra um mercado amplo e cheio de motivações. Ele pode desempenhar seu trabalho e ainda contribuir para uma organização consciente do espaço público.

Como você pode constatar, a área tem muitos atrativos mas também é complexa. Por isso, é importante escolher uma faculdade de qualidade e que te prepare da melhor maneira para atuar no mercado. Três lugares excelentes para cursar Arquitetura e Urbanismo são a Pitágoras, a Anhanguera e a Unopar, todas parceiras do Vestibulares.

Como está o mercado de Arquitetura e Urbanismo no Brasil?

Agora que você conhece o funcionamento dessa área promissora, vamos passar para questões bastante concretas. O mercado de Arquitetura e Urbanismo no Brasil tem retomado crescimento e se consolida como uma opção excelente para atuação profissional no presente.

Segundo dados do SICCAU — Sistema de Informação e Comunicação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, os arquitetos e urbanistas são indispensáveis em momentos de crise e necessidade. Após uma queda inicial no início da pandemia, os serviços do setor retomaram crescimento e se fortaleceram.

Esse crescimento é muito consistente e reflete uma demanda de tarefas continuada, que já existia desde antes da pandemia. Pense que enquanto a economia está ativa com obras e construções, os arquitetos e urbanistas são peça-chave no funcionamento da sociedade.

Com o peso que as empreiteiras brasileiras possuem, é difícil que esse mercado encolha. Esse aspecto traz uma certa segurança para quem optar por essa área, mas também aumenta a necessidade de escolher uma boa faculdade e caprichar nos estudos.

Cabe lembrar que uma questão importante no Brasil recente é o impacto ambiental das construções humanas. Falamos dos crimes ambientais de mineradoras e da fragilidade de certas edificações, mas também do próprio modelo urbano usado pelas capitais brasileiras.

Os arquitetos e urbanistas podem atuar na reestruturação de cidades inteiras ou de regiões localizadas. Ao fazerem isso, eles não apenas recebem bons salários, como também contribuem para melhorar o mundo e diminuir os impactos do homem na natureza.

A importância da profissão se reflete também nas remunerações oferecidas para a área. O Arquiteto Urbanista por exemplo tem média salarial de R$ 5.306,18*. O teto salarial desse mesmo profissional pode chegar a R$ 13.059,61*.

Quando você for estudar Arquitetura e Urbanismo, não se esqueça de caprichar na formação e na capacitação! Se você tem dúvida na escolha da faculdade, opte por aquelas tradicionais e bem planejadas para oferecerem o melhor ensino e lhe colocarem no caminho certeiro. A Pitágoras, a Anhanguera e a Unopar preparam você para as melhores chances do mercado!

Quais são as tendências para Arquitetura e Urbanismo?

Em quase toda profissão da atualidade, o mercado está sempre se transformando para acolher novas demandas e buscar soluções melhores. Com a área de Arquitetura e Urbanismo não é diferente. Quem estiver interessado no setor precisa ficar por dentro do ritmo de mudanças e das oportunidades e dos desafios que isso gera.

Para você descobrir o que te espera na Arquitetura do presente e do futuro, vamos trabalhar com duas das suas tendências principais no mundo de hoje. A primeira delas está ligada ao uso de tecnologias, e a segunda, aos materiais sustentáveis.

Novas tecnologias

Uma razão importante para o sucesso da profissão de Arquitetura e Urbanismo é a facilidade que ela tem para responder às novidades das tecnologias. Ao estudar nas melhores faculdades, o aluno vai perceber a existência de programas e processos digitais que otimizam o planejamento dos espaços.

Após obter o diploma, o profissional do setor vai encontrar um cenário muito maduro em termos de tecnologia. Esse estado avançado diz respeito não apenas aos softwares e às máquinas que auxiliam no dia a dia do trabalho, mas também a categorias mais amplas de entendimento computacional.

Falamos do ramo ligado às casas inteligentes e à Inteligência Artificial, algo que gera grande interesse no presente do mercado. É importante que as profissões do futuro possam avaliar de que modo as invenções da ciência podem auxiliar no rearranjo da vida humana.

A área de Arquitetura e Urbanismo adquire grande relevância nesse cenário, pois ela é uma das grandes definidoras dos espaços de vivência da atualidade. Pense, por exemplo, nas iluminações de postes automáticas, nas medições dos fluxos de pessoas e nos recursos eletrônicos aliados a ambientes arquitetônicos.

Em resumo, o futuro das cidades e das casas não está ligado somente àquilo que conhecemos como espaço físico. O que está em jogo é a integração com o digital e as possibilidades e os desafios que isso traz.

Sustentabilidade

Quanto à sustentabilidade, ela merece um destaque especial nesse momento da história humana. Todos já leram ou ouviram falar que o planeta Terra não suporta o modelo de desenvolvimento do capitalismo atual. Ele coloca em risco não apenas o presente da sociedade, como também as vidas das gerações futuras.

A arquitetura é um setor de conhecimento estratégico para pensar uma forma de viver mais próxima do ritmo da natureza. Já existem muitos exemplos de casa que são desenhadas com material reciclável. Há também construções antigas que vão se adaptando às novas possibilidades.

Toda a discussão do transporte urbano, por exemplo, passa pelo campo de Arquitetura e Urbanismo. É importante que a humanidade pare de poluir o mundo com tantos carros e busque maneiras alternativas de locomoção. Exemplos disso são o metrô e as vias especiais para bicicletas.

Além disso, os arquitetos e urbanistas conscientes podem também projetar casas movidas por outros modelos energéticos. Hoje em dia não é difícil construir uma casa ou um prédio com placas de energia solar.

Para resumir, essas tendências da Arquitetura estão em alta e provavelmente crescerão muito nos próximos anos. É cada vez mais comum a procura por projetos que envolvam o melhor custo-benefício sem agredir a natureza e, ao mesmo tempo, sejam modernos e inovadores.

Tour pela prova do Enem

É claro que elas não existem em separado: muitas vezes, as novas tecnologias ajudam que os projetos se tornem mais sustentáveis.

O importante para o futuro profissional é ficar antenado nessas questões e acompanhar as vagas disponíveis. Vale a pena pesquisar faculdades que incluem essas tendências no currículo com qualidade. É o caso da Pitágoras, da Anhanguera e da Unopar.

Quais são as principais atuações em Arquitetura e Urbanismo?

O contexto atual da sociedade traz espaços construídos de maneira numerosa e diversificada. Por isso, o mercado de trabalho do arquiteto apresenta possibilidades de atuação muito amplas. Ele pode estar presente em empreiteiras, escritórios de design, empresas de decoração e órgãos públicos.

Para ajudar você a entender melhor quais são as promessas dessa área e como atingir a melhor qualificação profissional , vamos listar e explicar algumas das principais atuações em Arquitetura e Urbanismo. Leia com atenção nossa lista de profissões e salários e pense em qual desses lugares você se encaixa.

Projeção e coordenação de obras de construção

Esse cargo tem altíssima demanda e como o nome diz prevê a coordenação de obras na interface da construção civil. Ele acompanha o dia a dia do trabalho, orientando a utilização dos materiais e a execução das atividades. O salário médio é R$ 5.350,38*.

Planejamento urbano, regional e urbanismo

O profissional desse ramo organiza o crescimento da sociedade, atuando em cidades, periferias ou regiões rurais. O objetivo é garantir as melhores condições possíveis de urbanização, reduzindo os problemas ambientais e estruturais típicos de uma cidade capitalista. O salário médio é R$ 5.306,18*.

Restauro e preservação de construções

Palavras não bastam para expressar a importância de um profissional desse tipo. Vamos pensar no caso dos museus, que sofreram algumas perdas nos últimos devido ao descaso do poder público e do governo federal. Alguém que restaura e preserva construções ajuda a continuidade da civilização.

Elaboração de projetos de iluminação

Como o nome já diz, essa profissão está direcionada para a concepção de projetos voltados para a parte de iluminação. O salário médio é de R$ 2.365,81*.

Criação em comunicação visual

De novo, o nome deixa evidente do que se trata a profissão. Um criador em comunicação visual vai se dedicar a um tipo diferente de arquitetura, voltado para a construção de peças gráficas ou audiovisuais que transmitam determinadas mensagens. O salário médio é de R$ 2.943,96*.

Paisagismo

Esse ramo interessantíssimo da arquitetura está ligado à concepção e implementação de paisagens em lugares variados. O caso mais típico é possivelmente a gestão de um grande e bonito jardim, com a distribuição das plantas e das pedras para se alcançar o maior efeito de beleza. O salário médio é de R$ 3.556,16*.

Design de interiores

O designer de interiores faz uso de técnicas especializadas para compor e decorar ambientes internos, como shoppings ou restaurantes. Ele vai organizar espaços determinados para garantir o máximo de equilíbrio e eficiência em cada um deles. O salário médio é de R$ 2.090,42*.

Desenvolvimento de projetos sustentáveis (Arquitetura Verde)

Esse ramo está predominantemente voltado para a tendência de sustentabilidade, uma das mais importantes da arquitetura hoje em dia.

Desenvolvimento de planos diretores

A responsabilidade do profissional desse ramo é enorme, pois ele não apenas define as possibilidades de uso da cidade, como também afeta o futuro dos moradores. Aspectos importantes a serem considerados hoje são a desigualdade social e os impactos no meio ambiente. O salário médio é de R$ 5.306,18*.

Como ingressar no mercado de Arquitetura e Urbanismo?

Para ingressar no mercado de Arquitetura e Urbanismo, o primeiro passo é estudar em uma boa faculdade e se capacitar. Já falamos de alguns locais certificados, com garantia de bom preço e excelente formação: Pitágoras, Anhanguera, Unopar.

Agora, vamos falar brevemente sobre as principais habilidades e competências necessárias para atuar no mercado de Arquitetura e Urbanismo. Enquanto você confere, não se esqueça que os melhores cursos estão sempre preparados para fortalecer o seu perfil profissional e te ajudar a melhorar seus pontos fracos.

Saber desenhar

Essa é a primeira e talvez a principal atividade de um arquiteto. Para se dar bem na área, é importante que você saiba elaborar projetos por meio de desenhos, pois eles servem de guia para o desenvolvimento do trabalho.

Esse desenho, é claro, por ser feito de maneira manual ou digital. Hoje em dia, existem muitos programas que facilitam e agilizam o trabalho do arquiteto ao promover dinâmicas de desenho pré-moduladas. Em todo caso, uma recomendação é que você não abra mão de aprimorar os traços manuais.

Agora, se você não se acha um desenhista talentoso, não é motivo para desanimar! Essa habilidade pode e deve ser aprendida durante a graduação, pois está entre as técnicas básicas da experiência profissional de Arquitetura.

Gostar de Exatas

Você pode imaginar a quantidade de cálculos que é necessária para organizar os tijolos de um prédio sem perigo de que tudo desmorone? Nunca se esqueça que a habilidade matemática é um diferencial importante no percurso de todo arquiteto e urbanista.

Mesmo na hora de dar asas à imaginação e esboçar os desenhos dos projetos, você vai precisar seguir algumas proporções e noções de escala. Sem isso, a ideia vai ficar irreal e a tarefa perde sua força de aplicação.

Um bom projeto de arquitetura costuma unir a sensibilidade da imaginação com a dinâmica racional dos números. Treine o raciocínio lógico e não deixa de exercitar os seus conhecimentos de cálculo.

Criatividade

Quando você vê uma construção bonita e bem feita, é claro que existe um grande poder de criatividade por trás daquele prédio. Foi uma pessoa como você que um dia sonhou em fazer Arquitetura e depois de aprender as técnicas, projetou aquela obra especial.

Nem sempre uma construção precisa ter aspecto genial, mas ainda assim a criatividade é uma habilidade importante. O profissional do ramo deve estar apto a elaborar soluções interessantes para as mais variadas demandas.

Gostar de tecnologias

Se uma das principais tendências da Arquitetura é a aliança com as novas tecnologias, então fica evidente a importância de saber mexer com elas. O gosto pelas tecnologias pode ajudar o graduando de Arquitetura a descobrir coisas novas e a permanecer atualizado no mercado.

Uma vez que o mercado está sempre em transformação, um bom perfil para o ramo deve envolver um gosto por tecnologias. É claro que não precisa ser uma compulsão, mas pelo menos um interesse e uma facilidade de uso.

Ser detalhista

Qual pedra combina com aquela, qual cor fica mais bonita aqui, qual material deve ser usado na fachada dessa construção? Qualquer projeto de Arquitetura demanda que o profissional preste muita atenção aos detalhes. É a relação entre os componentes menores que vai trazer a sensação geral de um ambiente.

Capacidade de organização

Saber se organizar é habilidade básica para qualquer profissão, e na Arquitetura não é diferente. Um profissional com essa qualidade consegue organizar melhor os fluxos de trabalho e contribuir para o bom andamento das coisas. Capriche sempre no seu desenvolvimento pessoal.

Interação transdisciplinar

Por estar voltada para muitos lugares distintos, a Arquitetura pode se favorecer de pessoas que sabem transitar entre campos de conhecimento diferentes. Muitas das soluções encontradas devem unir técnicas de setores distintos.

Vale repetir a importância de estudar em uma faculdade de excelência, pois são os anos passados ali que vão definir o seu futuro profissional. Pesquise as melhores oportunidades e não se esqueça de verificar como ganhar desconto em faculdade particular.

As formas de ingressar na Anhanguera, na Pitágoras e na Unopar são diversificadas, facilitando o acesso em qualquer época. Além do vestibular online e do vestibular tradicional, você pode entrar com a nota do Enem ou solicitar a transferência externa.

Agora é com você!

Viu só como a Arquitetura é uma área atraente e que traz muitas oportunidades para aquele que estuda? Ao estudar esse curso, você aprende a cumprir uma atividade importante para toda a sociedade, além de ingressar num mercado com muitas vagas de emprego e boas remunerações.

Lembre-se de que é fundamental valorizar o ensino superior e optar por uma graduação de qualidade, como aquelas que mencionamos aqui. Além de uma boa infraestrutura e um corpo docente qualificado, essas instituições oferecem diversos diferenciais e acompanham todo o seu desenvolvimento profissional.

E aí, agora que você já sabe tudo sobre essa área, está esperando o que para fazer a sua inscrição no vestibular? Não perca essa chance de ser um profissional de sucesso!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.