Vestibulares agora também é

O que é um relevo depressivo? Como estudá-lo?

A forma do relevo afeta vários aspectos da vida em uma área e em seus arredores. Eles influenciam quais espécies têm melhores chances de sobreviver, os meios de transporte mais acessíveis e até o clima em determinada área. É por isso que esses tópicos, como o relevo depressivo, são tão estudados — desde o ensino médio até o superior.

Se está se preparando para o vestibular e Enem, esse é um tema que você deve esperar nas provas. Acompanhe o resumo e veja como chegar preparado em sua prova.

O que é um relevo depressivo?

Relevo depressivo, também chamado apenas de depressão, é uma área de altitude muito inferior comparada ao relevo predominante ao redor.

Essa área não precisa ser necessariamente mais baixa que o nível do mar. Um relevo de depressão acima do nível do mar é considerado uma depressão relativa, enquanto uma área abaixo do nível do mar é uma depressão absoluta.

Em geral, estas áreas se formam devido à erosão do solo. O efeito de intempéries, como vento, chuva e ação de animais e do ser humano podem levar à diminuição da altitude em uma área específica.

Como esse tema cai no vestibular e no Enem?

O relevo depressivo é um tema recorrente em vestibulares, especialmente quando envolve algum contexto histórico. A chave é entender como essa formação geográfica influencia no cenário citado pela questão.

Confira aqui um exemplo.

(UNESP)

Euclides da Cunha em Os Sertões descreve a campanha de Canudos. No esboço geológico do Sertão de Canudos, feito por ele, é possível distinguir a região.

ESBOÇO GEOLÓGICO

(Euclides da Cunha, 1866 – 1909. Os Sertões, cópia de Alfredo Aquino, 1979. Adaptado.)

Tour pela prova do Enem

Em seu livro, abordava e enfatizava os elementos geográficos que dificultavam as rotas dos que se dirigiam para Canudos.

A descrição refere-se

A – À Depressão Sertaneja e Sanfranciscana na região nordestina, no estado da Bahia, da caatinga, da bacia hidrográfica do rio São Francisco, de clima nordestino – semiárido.

B – Ao Planalto Arenítico-Basáltico na região Sul, no estado de Santa Catarina, da vegetação de campos, da bacia hidrográfica do rio Paraná, de clima de altitude – tropical de altitude.

C – Ao Planalto das Guianas na região Nordeste, da caatinga, da bacia hidrográfica do rio São Francisco e bacias secundárias, de clima equatorial.

D – Ao Planalto Atlântico na região Sudeste, da mata atlântica, da bacia hidrográfica do rio Paraná e bacias secundárias, de clima árido.

E – Ao Planalto Central Brasileiro na região Norte, da bacia hidrográfica do rio Tocantins, da vegetação de campos, de clima de altitude – tropical de altitude.

A resposta correta é a letra A. Depressões são áreas baixas em comparação com a maior parte do terreno ao redor. Esse desnivelamento é o que mais dificulta a circulação a pé de pessoas, veículos e animais de carga.

Pronto para entrar na faculdade?

As classificações de terrenos geográficos ajudam tanto nos estudos do ecossistema quanto no planejamento de várias ações do ser humano. O relevo depressivo é um bom exemplo disso, pois serve praticamente como uma fronteira natural em muitos contextos. Por isso assunto está sempre presente no vestibular e no Enem. Então, não deixe de estudar o conceito, beleza?

O que está esperando? Visite o site Vestibulares agora mesmo e veja como usar sua nota no Enem para se inscrever em uma de nossas faculdades parceiras.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.